terça-feira, 31 de julho de 2012

Um aniversário sem comemoração para Conte.


Hoje é o dia em que Antonio Conte completa mais um ano de vida. Os 43 anos, até agora, vividos intesamente com o coração juventino. O treinador, contudo, trabalha e muito nesta data e ainda tem o problema do CalcioScommesse.
A verdade é que uma decisão parece que foi tomada em acordo treinador e presidente do clube. Esta decisão talvez não seja a melhor mas a mais funcional.

O caso pode gerar punição ao treinador por supostamente saber de um esquema que favorecia resultados e não falar, o que é crime na Itália, pois bem, a pena pode ser grande e uma admissão ou recusa a defender-se resultaria na pena de "só" 3 meses, podendo treinar o time normalmente mas não poderia ficar na área técnica no comando do time. Daí o responsável seria o auxiliar Massimo Carrera.

Para exemplificar melhor o que pode acontecer, com a explicação: Na justiça comum, se você não se defender, você é considerado culpado e a pena é a mais grave possível. No caso, como é esportiva e vista a corja instaurada no âmbito judicial, a Juventus e o treinador devem optar pela não defesa, dizendo indiretamente:

"Sou inocente, sei disso e como vocês não deixarão eu me defender da forma devida, aceitarei os três meses mais curtos de pena para não me prejudicar na vida e na carreira, mais do que normalmente aconteceria"

A verdade é essa. Pós eventos do CalcioPoli em 2006 e os atestados de incompetência assumida da FIGC, do que adianta acreditar na justiça desportiva italiana? Nos bastidores a Juventus pensa assim e com base nisso agirá, repito, em comum acordo com o treinador, para que a suspensão seja meramente de três meses. Já há confirmações desta decisão da Velha Senhora.

As cartas estão na mesa, quem quer jogar?