sexta-feira, 20 de julho de 2012

Direto de Chatillon: Entrevista de Storari.


 
Prosseguem as entrevistas diárias no retiro da Juventus no Valle d'Aosta. Chegou a vez de Marco Storari falar e o goleiro não fugiu da dividida.
Buffon se apresentará para a SuperCoppa com apenas 15 dias de trabalho.
"São decisões que o treinador tomará, mas qualquer decisão não será problema. Respeitarei. Eu espero treinar com a mesma continuidade do ano passado. Eu, Gigi, os outros goleiros e o preparador Filippi somos uma grande família e o que conta é o bem da equipe. A qualquer um agradaria jogar sempre mas me dedico a estar pronto quando necessário".

Estás contente por permanecer na Juve? Recebestes propostas?
"Pessoalmente não recebi nada. Tenho dois anos de contrato e não me passou pela cabeça em ir embora. De acordo com o clube, quando renovamos o contrato, falamos em prolongar aqui a minha carreira. Estou muito contente".

Tens a sensação de que esta equipe possa abrir um ciclo?
"Sim, devemos recomeçar do jeito que terminamos o ano passado, talvez um passo antes porque perdemos a última partida, então queremos terminar com a vitória do Scudetto.
Certamente esta é uma equipe importante, um elenco com grandes campeões e tentaremos fazer o mesmo que o ano passado, senão melhor".

Depois desta primeira fase de mercado, você vê uma Juve mais forte? Não só em relação a Juve do ano passado, mas também em relação a outras equipes, pensando que o Milan enfraqueceu bastante...
"Vejo mais forte pela permanência de quase todos e a chegada de jogadores muito importantes que seguramente ajudarão. Então vejo uma Juve muito forte. Mas ainda tem tempo e estamos trabalhando para iniciar com força e os outros discursos que o tempo cuide".

A diferença aumentou entre vocês e Milan e Inter?
"Certamente o Milan enfraqueceu a nível de vestiário... e indo embora Ibra e Thiago, são dois campeõs, é normal que enfraqueça. A Inter é uma grande equipe que certamente melhorará, mas pensamos em nós mesmos, pensamos no que fizemos ano passado e agora nos confirmarmos, sabendo que não será fácil".

Sentes responsabilidade por ser a equipe a ser batida?
"Nós sabemos que somos o campeões da Itália, sabemos que fomos bem ano passado. Não é uma responsabilidade, é a consciência de que somos fortes e que podemos fazer bem".

O quanto conta a partida de amanhão com Milan e Inter?
"São testes muito importantes porque jogaremos com equipes importantes. Até agora o nosso trabalho foi muito intenso e muito duro, então penso que todos chegarão um pouco embalados mas é importante para nós entrar logo em clima de jogo".

Pessoalmente, que temporada esperas?
"Eu penso que será como a do ano passado, esperando estar sempre pronto, treinando com continuidade como fiz na temporada passada, isto é o mais importante. São muitos jogos e espero treinar bem sem problemas".

Como você vê Leali? Parece muito promissor...
"Eu disse outro dia a Paratici, não só sobre Leali... Sobre Leali, Citti e Branescu... Penso que poucas equipes italianas tenham jovens goleiros tão bons".