domingo, 23 de fevereiro de 2014

Juve derrota Torino em clássico. Tévez decidiu: 1 a 0

Tévez, de novo, decide como melhor em campo (foto: Reuters)
O argentino Carlos Tévez voltou a ser protagonista pela Juventus em busca do terceiro título seguido da Serie A italiana, onde a Velha Senhora bateu o arquirrival citadino, o Torino, que apesar da boa atuação, não foi capaz de desfrutar da dupla de ataque do momento (Cerci e Immobile) para bater a líder da competição. Em Turim, Juventus venceu por um a zero.


O clássico teria como característica a Juventus buscando a ofensividade a todo custo enquanto o Torino tentava as chances em contra ataque. O primeiro chute veio da equipe granata com tiro de Kurtic sem tanta força e precisão da entrada da área. A primeira finalização dos bianconeri veio minutos depois com Pirlo. O Torino chegava bem e forte com ataque forçado sempre em busca do Immobile ou Cerci com El Kaddouri vindo de trás. Tévez respondeu com grande chute cruzado, Padelli fez bela defesa.

Taticamente era possível perceber desde o início que Conte preparou muito bem taticamente o time. Nos tiros de meta, marcação ofensiva na lateral esquerda com o passe curto para Moretti e Asamoah recuado para evitar o Cerci correndo sobre o Cáceres no mano a mano, caso a cobrança seja longa. Já o Torino marcava bem recuado para evitar o trabalho de pivô de Llorente.

A Juventus crescia aos poucos e o fazia cada vez mais pela esquerda. Por este setor saiu o primeiro gol do clássico: Asamoah passou forte para a entrada da área para Tévez dominar, girar e fuzilar no canto de Padelli e explodir a torcida mandante no Juventus Stadiu. Juve 1 a 0.

O Torino tentava chegar para empatar o jogo e conseguiu boa chance com Glik em cabeçada que Buffon pegou firme no meio do gol. A partida seguia com a Juve se defendendo muito bem e muitas divididas e faltas de marcação equivocada por ambas as equipes e muita marcação apesar do bom jogo na primeira etapa.

A segunda etapa começou com o Torino arrematando primeiro com Darmian mas Buffon fez defesa firme. Depois disso, a Juve é que fazia a partida ofensivamente e teve grande chance com Tévez novamente mas Padelli abafou bem para evitar o segundo do argentino. O jogo seguia muito equilibrado e sem finalizações de perigo por ambas as partes mas muita pressão territorial do Torino, que chegou forte e El Kaddouri foi tocado na área por Pirlo mas o juiz não marcou o pênalti sobre o marroquino.

A Juventus errava muito e o Torino chegava, com seus torcedores apoiando no setor dos visitantes enquanto a torcida mandante tentava apoiar mas vaiava a cada erro da equipe da casa. O time de Antonio Conte mudava o time em busca de uma consistência e evitar o risco do empate do rival, o que foi obtido a todo custo.

Final, Juventus 1, Torino 0 em um jogo marcado pelo equilíbrio e um lance individual que decidiu o clássico da capital do Piemonte na Itália.

Tabela:

Juventus: Buffon, Barzagli, Bonucci, Caceres, Lichtsteiner, Vidal (Marchisio, min. 74), Pirlo, Pogba, Asamoah, Llorente (Padoin, min. 89), Tevez (Osvaldo, min. 90+1).
Torino: Padelli; Bovo (Meggiorini, min. 80), Glik, Moretti; Darmian, Kurtic (Basha, min. 90+2), Vives, El Kaddouri (Farnerud, min. 85), Pasquale; Cerci, Immobile.
Placar: 1-0, min. 30, Tévez;
ÁRBITRO: Nicola Rizzolli (ITA). Cartões amarelos: Vidal (min. 13), Pasquale (min. 25), Bonucci (min. 63), El Kaddouri (min. 80)
INCIDENCIAS: Clássico disputado no Juventus Stadium, em Turim. Válido pela 25ª rodada do campeonato italiano.