quinta-feira, 1 de maio de 2014

Sem precisão, Juventus esbarra, Benfica avança a final: 0 a 0

Luta não bastou (foto: AFP/Getty Images)
Noite de muita emoção em Turim, onde a Juventus recebeu o Benfica para o jogo de volta das semifinais da UEFA Europa League. Depois do 2 a 1 para os portugueses no jogo de ida, a Velha Senhora precisava do placar mínimo para avançar mas não conseguiu passar pela defesa formada por Garay e Luisão e foi eliminada da final que será justamente em Turim. Portugueses na final da competição.


O jogo de volta da semifinal começou bom para o time português, que marcava subitamente avante para evitar saída tranquila dos italianos no campo defensivo, resultando nos ataques iniciais do vermelhos no campo dos alvinegros.
A Juventus retomou o controle dos nervos e começou a avançar e após os minutos iniciais só a mandante criava ações de ataque apesar de não exigir difíceis defesas do goleiro Oblak enquanto os visitantes tentavam nos contra-ataques.

Com pouquíssimas chances reais, o primeiro tempo parecia que se encerraria mas a Juventus teve uma grande chance de gol aos 43 minutos em falta cobrada da ponta direita por Pirlo, Bonucci cabeceou pro meio e a bola passou entre Tévez e a trave oposta da meta do Benfica; Nos acréscimos, bola infiltrada de Pogba para Asamoah que cruzou forte para Vidal cabecear no ângulo distante de Oblak mas Luisão apareceu para tirar o doce da boca dos fanáticos de Turim e tranquilizar os encarnados de Lisboa. A etapa inicial então se concluiu com a Juventus sendo superior, como se esperava, já que necessitava correr atrás da desvantagem em busca do gol que daria a vaga, caso não sofresse.

No retorno das equipes, nada de diferente, a não ser a intensa chuva no Juventus Stadium. A primeira chance, e uma das grandes, foi de Rodrigo que dentro da área a bola sobrou pra ele arrematar de esquerda e desperdiçar a melhor chance até entrão para os lusitanos. A resposta da Juve veio somente dez minutos depois com Pirlo em cobrança de falta com efeito para Oblak espalmar.

O jogo ganharia em emoção pois Perez fez duas faltas consideradas duras pelo árbitro Mark Clattenburg e foi expulso, levantando a torcida italiana. A Juventus subiu ao ataque, fez alterações, tentou criar mas não arrematava ao gol com a mesma frequência. Osvaldo chegou a marcar um gol mas foi assinalado a irregularidade da posição de Pogba na assistência.

Por discussão e empurrões com bola parada, Markovic e Vucinic foram expulsos, o jogo foi paralisado diversas vezes por atendimento médico, resultando em um acréscimo de seis minutos com os portugueses segurando no final da partida com dois jogadores a menos com Garay saindo machucado por corte na cabeça e a Juve teve a última chance com Cáceres em cabeçada mas Oblak fez mais uma importantíssima defesa para garantir a vaga do Benfica na decisão, justamente em Turim, dia 14 de maio.

Tabela:

Juventus: Buffon; Caceres, Bonucci (Giovinco, min. 73), Chiellini; Lichtsteiner, Vidal (Marchisio, min. 78), Pirlo, Pogba, Asamoah; Tevez, Llorente (Osvaldo, min. 78).
Benfica: Oblak; Pereira, Garay, Luisao, Siqueira; Amorin, Perez; Markovic (Sulejmani, min. 86), Rodrigo (André Almeida, min. 69), Gaitan (Salvio, min. 76); Lima.
ÁRBITRO: Mark Clattenburg (ING). Cartões amarelos: Rodrigo (min. 56), Perez (min. 61), Asamoah (min. 64), Perez (min. 67), Oblak (min. 82), Salvio (min. 90+6). Cartões vermelhos: Perez (min. 67), Markovic (min. 89), Vucinic (min. 89).
INCIDENCIAS: Jogo de volta da semifinal da UEFA Europa League, disputada no Juventus Stadium, em Turim.