domingo, 11 de maio de 2014

Osvaldo na bacia das almas! Juve vence Roma: 0 a 1

Roma cai na última bola (foto: Agência Ansa)
Grande jogo na capital entre Roma e Juventus no Olimpico onde se temia qualquer ato violento antes e durante o jogo mas nada de ruim aconteceu neste aspecto. Dentro do campo, partida equilibrada por 90 minutos mas nos acréscimos, Osvaldo fez o gol que deu a vitória e deixou a já campeã Juve com 99 pontos, dois acima do recorde anterior (da Internazionale) e um da marca incrível de 100 pontos na Serie A italiana.


Primeiro tempo digno de campeã e vice
O jogo começou com muito estudo, com as equipes sem conseguir desfrutar de ataques criados pelos jogadores de meio de campo mas perto dos 15 minutos as coisas começaram a mudar com jogadas em contra ataque. A Roma perdeu boa oportunidade depois que Pjanic errou passe para Totti e a Juve no ataque seguinte com Tévez que se atrapalhou com a bola.

No minuto seguinte um gol anulado a Roma depois de boa jogada de Gervinho pelo flanco destro mas cruzamento tocado por Chiellini bateu em Torosidis que vinha da defesa para empurrar para as redes com o braço esquerdo  mas anulado pelo árbitro Carmine Russo. A Roma era quem chegava com mais penetração na defesa rival e Totti preocupava a defesa com um forte chute da entrada da área desviado por Storari mas Gervinho também fez das suas e serviu Destro que perdeu o tempo da bola, permitindo a saída precisa do goleiro bianconero. A resposta veio com Llorente em grande giro sobre Benatia e chute forte para espalmada de Skorupski evitando o gol que parecia certo.

A Juventus era mais precisa na segunda metade da etapa inicial e Llorente se fazia de alvo para as bolas de ataque da equipe visitante na partida mas Skorupski sempre bem posicionado evitava bem o gol da Velha Senhora mas a Roma é que teve a melhor chance da etapa: Saída equivocada da Juve e Pjanic servindo Gervinho cara a cara com Storari que não saiu de maneira débil para bloquear o toque sutil do marfinense e o gol dos romanos. O final do primeiro e movimentado primeiro tempo teve ainda um chute de esquerda cruzado de Pogba acertando o pé da trave oposta do jovem goleiro da Roma, encerrando assim a etapa disputada entre as melhores equipes da competição.

Etapa final dura e mas com gol no último suspiro

A primeira chance do segundo tempo surgiu com Torosidis, mais uma vez vindo de trás como elemento surpresa, exigindo grande defesa de Storari e Bonucci isolando no rebote. A segunda etapa não tinha nada da primeira e era violenta com Chiellini e Pjanic merecendo expulsão mas foram agraciados pelo apitador que não o fez e arriscou a perda do controle da partida antes mesmo dos 15 minutos da fração final de jogo.

A primeira chance da Juventus surgiu com Lichtsteiner depois de grande passe longo de Pirlo para o suíço, Skorupski mais uma vez se fez pronto para espalmar uma forte conclusão. E depois de muitos minutos sem qualquer emoção, a Juve conseguiu bom ataque mas Pogba tentou o passe ao invés do chute. A Roma conseguiu grande ocasião com Nainggolan mas Storari bloqueou tanto o bélga quanto Florenzi no rebote com reflexo.

Os minutos finais poderiam ser de tentativas firmes pela vitória mas somente Pogba conseguiu forte chute e defesa do goleiro da casa de maneira firme mas no último ataque a Juventus mostrou sua força de condição de campeã italiana e marcou depois que Pogba rolou pra Lichtsteiner cruzar para trás e Osvaldo acertar o ângulo e fechar a partida com um belo chute.

Final, Roma 0, Juventus 1.