sexta-feira, 19 de julho de 2013

Jornal antecipa ganhos da UEFA e Juventus é a que mais arrecadará nesta temporada

Juve faturará em breve cifra recorde da UEFA pela arrecadação (foto: UEFA.com)
Não é vencer uma UEFA Champions League mas o valor é de campeã: A Juventus receberá em breve uma cifra precisa de € 65,3 milhões da UEFA por prêmios na última UEFA Champions League, um valor recorde (€ 62,9 obtidos pelo Chelsea no último ano). O valor assusta também por não ir a nenhum dos finalistas mas sim a um clube eliminado nas quartas de finais, o que requer uma análise e que foi feita pelo jornal italiano Gazzetta dello Sport.


Os prêmios da UEFA são altos, cerca de € 905 milhões para a Champions League e € 209 milhões para a Europa League, divididos entre todos os clubes (valor definido a ser pago de 2012 até 2015 a cada temporada), por isto também os clubes e a UEFA decidiram não aumentar o número de participantes, para não dividir ainda mais o bolo de dinheiro.

As cifras divididas da temporada 2012/2013 ainda são "secretas" mas a Gazzetta antecipou o prêmio de maneira simples, fazendo os cálculos para os italianos: A Juventus ficará com € 65.315.000 enquanto o Milan com € 51.357.000. O campeão Bayern fica com € 55.000.000 e o vice Borussia Dortmund com € 54.200.000, enquanto os espanhóis eliminados na semi-final - Real Madrid e Barcelona - ficam com € 48.400.000 e € 45.500.000 respectivamente.

A dúvida geral é, porque tanto para os italianos? Não é pelo resultado, claro, pois neste aspecto, a Juve faturará € 20,5 milhões enquanto o Milan fica com € 15,1 milhões, mas sim pelo chamado Market Pool.

O que é o Market Pool? O total € 905 milhões é dividido em duas partes: 50% por resultado e € 50% pelo chamado Market Pool, que é o valor de mercado televisivo de cada país, de maneira singular. O "MP" italiano é de cerca de € 80milhões graças aos direitos de tv caríssimos pagos pela Sky e pelo MediaSet e este valor é distribuído pela quantidade de jogos disputados (Juve 10, Milan 8) e colocação na temporada nacional precedente (Juve 1ª, Milan 2º), como a Udinese foi eliminada no playoff qualificatório para a fase de grupos, o valor para os italianos ficou dividido em apenas duas equipes, gerando mais renda para os mesmos. Um exemplo é que o valor pago pelos direitos na Inglaterra são maiores, porém dividido entre Manchester City, Manchester United, Chelsea e Arsenal. Duas curiosidades, o Chelsea faturou mais € 10,7 milhões na UEFA Europa League, que venceu; A Juve ainda faturou mais € 8,7 milhões com ingressos, gerando um total de € 74 milhões aos cofres do clube.

Uma dúvida fica no ar, com esta divisão: Melhor 2 ou 4 clubes? É um paradoxo pela divisão mas a dificuldade em qualificar-se aumentou na Itália, fazendo os classificados arrecadarem ainda mais.

Os prêmios tem aumentado de maneira significante nos últimos 20 anos e a classificação em milhões ficará assim, com os dados atuais:

1 Manchester United - € 475 milhões;
2 Bayer München - € 446 milhões;
3 Barcelona - € 407 milhões;
3 Real Madrid - € 407 milhões;
5 Chelsea - € 371 milhões;
6 Milan - € 361 milhões;
6 Arsenal - € 361 milhões;
8 Internazionale - € 278 milhões;
9 Olympique Lyonnais - € 269 milhões;
10 Juventus - € 259 milhões;

Os valores gigantescos que crescem ainda mais graças também a UEFA afastam os clubes, cada vez mais, do antigo sonho de muitos, da SuperLiga de gigantes europeus