quarta-feira, 6 de agosto de 2014

De acordo com Tuttosport, Ibrahimovic quer voltar a Juventus

Desejos se tornam realidade, Ibra? (foto: Paco Serinelli | AFP)
Ibra nunca foi um exemplo de jogador pacato, quando nada dizia, fazia algo para que de si falassem. A última é uma revelação de uma conversa entre o atacante do PSG com seu ex-técnico no Malmo onde ele teria afirmado que gostaria de voltar a Juventus agora ou em 2015, quando seu contrato com o time de Paris se encerrará. A questão que fica é: Ibrahimovic voltará a Juve?

Seja um gol, uma jogada acrobática ou alguma declaração, Zlatan Ibrahimovic sempre está na mídia e não foi diferente nesta semana. De acordo com o jornal de Turim, o esportivo Tuttosport, o ex-jogador, dentre outros clubes, da Juventus, revelou que gostaria de voltar a equipe bianconera em breve. A revelação foi feita por Stefan Hansson, técnico de Ibra no Malmo nos anos que o jogador defendeu as cores da equipe sueca.

Hansson disse: "Zlatan quer a Juve. Se não puder agora, será no ano que vem. Me disso ele mesmo há alguns dias. Disse que não é uma questão de dinheiro, quer por gosto". Revelação vista como bombástica pelos amantes do mercado especulativo da bola.

Ibrahimovic chegou a Juventus em 2004, vindo do Ajax por €16 milhões e conquista seu primeiro Scudetto na Itália com 16 gols em 35 jogos repetindo no ano seguinte com menos jogos e apenas 7 gols, além de outros 3 na UEFA Champions League apesar da eliminação nas quartas de final perante o Arsenal.

A lenda é que com a explosão do caso Calciopoli, o atacante teria exigido a saída, o que alguns ainda divergem sobre tal demanda do ex-camisa 9 nas cores alvinegras de Turim, e a saída foi justamente para a rival Internazionale.

Com salário de € 12 milhões anuais, além de outros € 4 milhões de bônus e direitos de imagens, a ida do jogador para o norte italiano nem é levada em consideração, além dos duros olhares, digamos assim que se formaram entre a Velha Senhora e a diretoria do PSG depois da ida gratuita do jovem Kingsley Coman para a Juve e como dinheiro nunca foi problema para o presidente Al Khelaifi, da equipe parisiense, a renovação é assunto que entrará em pauta.

E a Juventus? Apesar da declaração, até o momento nada existe entre as partes e não existirá... Apesar que no mercado do futebol, nunca diga nunca.