domingo, 28 de abril de 2013

Sob forte chuva, Juve vence no finzinho e fica perto do Scudetto.



Dia especial em Turim, onde o grande clássico entre Torino e Juventus aconteceu no Stadio Olimpico. O jogo não era de título para a Velha Senhora, já que o Napoli bateu o Pescara ontem, adiando qualquer possibilidade de título dos torcedores visitantes neste Derby dela Mole. Mas mesmo assim, o time de Conte conseguiu sair com os três pontos no clássico local.

Muitas coisas arremessadas no ônibus juventino a caminho do estádio e muita festa dos granata com as suas cores, o toro e um enorme coração grená na curva Maratona dos seus domínio, enquanto os juventinos, em menor número, balançavam as bandeiras italianas e uma enorme bandeira com o emblema da Juve.

O primeiro tempo começou já sob chuva e o jogo teve logo de cara pressão do Torino, que tentou empurrar a Juventus pelos minutos iniciais mas pouco de fato criou e a Juve começou a dominar a posse de bola, colocando-a no chão e buscou chegar mais perto do gol de Gillet, que interviu em lances de Marchisio mas a grande chance da equipe visitante foi em linda bola infiltrada de Pogba e que Vucinic chutou mal, perdendo diante do goleiro. Pogba também teve boa chance após bate-rebate, mas Glik tirou quase embaixo das traves. Já o time mandante teve uma grande chance em chute cruzado de Santana, que exigiu linda defesa de mão trocada de Buffon.

O que mais aconteceu na primeira etapa foram faltas por chegada tardia, por ambas as equipes mas cartão só para Lichtsteiner e Meggiorini por trombada quando a bola estava parada, antes de escanteio para o Torino. Curiosamente, os destaques recentes das duas equipes, Cerci e Vidal, pouco apareceram no jogo.

Na segunda etapa, os times voltaram sem alterações. A chuva continuava torrencial e o futebol jogado pelas equipes seguia de baixo nível. Sem chutes a gol por muitos minutos, fez os treinadores mudarem e Conte optou pelo 4-5-1-1 após a entrada de Cáceres.

Mas a emoção bateu mesmo para os torcedores no finzinho do jogo.
Aos 41’, Vidal recebeu passe na entrada da área e bateu no ar para acertar o cantinho de Gillet, para abrir o placar e fazer explodir a curva sul do Olimpico, onde estavam os juventinos.
Glik logo depois foi expulso por acertar Quagliarella, e complicar ainda mais pro Torino. Mas no finzinho, ainda deu tempo para o segundo gol, com falta cobrada por Pirlo e bola escorada por Quagliarella e com de Marchisio tocando livre pra dentro do gol e fechar o placar no Derby dela Mole.

Com o placar, a Juventus precisa de um ponto nas partidas restantes para confirmar mais um título do campeonato nacional.
O Torino ainda luta para evitar o rebaixamento.