quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Nada de moeda de troca, Llorente é uma certeza na Juventus

(foto: hff.vn)
Em um tempo onde se cobra muito empenho e profissionalismo dos jogadores, pedindo que cumpram de maneira digna e honrem seus contatos, o jogador que chega em um clube sempre com intensidade para trabalhar, é tratado com carinho pelos torcedores. Quem vem mostrando, cada vez mais o seu valor através do mantra "trabalhar é a melhor palavra", é o atacante basco Fernando Llorente, da Juventus.

Tido com um reforço muito válido para um setor sempre criticado desde o início da era Antonio Conte no comando do futebol dos gigantes de Turim, Llorente em silêncio seguia sua vida no Athletic Bilbao em janeiro, quando contatos feitos e contrato assinado com a Juve para junho de maneira gratuita, já que o contrato se encerraria com o time do estádio San Mames, para defender a atual bicampeã italiana a partir de meados deste ano.

Llorente chegou na Juventus surpreendendo porque mesmo treinando em separado no fim da passagem pelo Bilbao mas marcando alguns gols que contribuíam para a permanência do clube na divisão máxima da Espanha, o jogador chegou já falando italiano e com muita motivação, apesar de prejudicado por exclusão de jogos pelo ex-comandante Marcelo Bielsa.

Dotado de posicionamento mas por característica ausente de velocidade, o camisa 14 da Velha Senhora foi considerado um "bidone", um "flop", uma contratação ruim da equipe por muitos jornalistas e jornais italianos por não ter atuado no início da temporada enquanto Carlos Tévez chegou e foi subitamente decisivo.

Apesar de falante e participativo em redes sociais, o jogador seguiu trabalhando de maneira calada perante a mídia, aperfeiçoando a forma física em busca da melhor adaptação ao futebol italiano, aceitando quieto palavras duras de que ele já sairia em Janeiro ou Junho como moeda de troca por outro centroavante.

Todavia, o "Rei Leão" não se abateu diante dos ferozes animais dentro da mídia sensacionalista e com atuações participativas e gols importantes em jogos singulares contra o Real Madrid, Llorente é considerado inegociável pela diretoria bianconera e parte chave do grupo não só por ser único em suas características no setor de ataque mas também pelo crescimento físico, técnico e tático sob supervisão do perfeccionista Antonio Conte.

Llorente não é e não será moeda de troca, Fernando, é da Juventus.