domingo, 22 de setembro de 2013

Ataque funciona e Juventus vence o Hellas Verona

Tévez volta a marcar em vitória da Juve (foto: Tuttosport.com)


Em domingo de muito sol em Turim, a Juventus entrou em campo pela Serie A para duelar contra o Hellas Verona no Juventus Stadium e o jogo se mostrou duro para os atuais campeões nacionais. Com gols de Tévez e Llorente, a Velha Senhora virou sobre o Hellas (gol de Cacciatore) para se manter invicta na Serie A.


Etapa quente e movimentada
Os minutos iniciais do jogo demonstraram as intenções das equipes. A Juve tentava pressionar o Hellas no seu campo enquanto os visitantes buscavam o contra-ataque e o avanço grande da defesa juventina nos minutos iniciais mostravam o quão perigoso o time de Verona poderia ser caso acertasse um passe no tempo certo.

Com tiros de longe, a Velha Senhora buscava chegar a meta do goleiro Rafael. Os Gialloblù se defendiam de maneira compacta para impedir a troca de passe dos juventinos perto da área, ainda mais com Llorente que anulava os defensores quando conseguia fazer o trabalho de pivô no setor de ataque da Juve. 

Cacia teve espaço em um passe que chegou bem até ele na área de ataque do Hellas mas Barzagli fechou bem o espaço, evitando perigo para a meta de Storari aos 14 minutos de partida.
A Juve seguia buscando Llorente e Tévez, além de Vidal que chegava de trás, mas sempre pela faixa central em um monólogo dos mandantes enquanto pouco fazia ofensivamente o Hellas.

Os visitantes começaram a buscar cada vez mais o ataque e em um escanteio da ponta esquerda de ataque, o Hellas abriu o placar. Escanteio na segunda trave foi escorado por Moras e livre na pequena área, Cacciatore apareceu livre para bater Storari e abrir o placar.
No ataque seguinte, a Juve quase empatou da mesma maneira com Llorente mas a defesa tirou em cima da linha, evitando o empate temporariamente porque minutos depois, Tévez recebeu belo passe na área para arremate cruzado, forte e alto, empatando o jogo aos 39 minutos de jogo.

O primeiro tempo se mostrava um belo jogo e o Hellas quase voltou a estar em vantagem mas Barzagli evitou o gol praticamente certo de Halfredsson. Aos 46, perto do fim da primeira etapa, Tévez deixou todos de boca aberta com um lance incrível. Chute de fora da área e a bola bateu nas duas traves para sair e ser defendida pelo goleiro Rafael.
Ainda dava tempo para mais uma ocasião e foi a do gol da virada. Vidal fez lindo cruzamento para Llorente, que de cabeça botou na rede para virar o placar e encerrar a primeira etapa.

Etapa fria e sem emoções
A segunda etapa começou sem qualquer alteração mas Pogba é que voltava em busca do placar amplo. Com espaço, o arremate vinha da entrada da área mas sem a força devida ou bem mas no travessão, levantando a torcida.

O time em alvinegro jogava com tranquilidade como se o resultado estivesse tranquilo e sempre com muitos arremates, porém o placar apertado e só a Juve partia para o ataque. O resultado apertado deixava o jogo aberto, por isso os mandantes não só queriam mas também precisavam do gol para evitar surpresas já que o Hellas chegava bem quando conseguia avançar até a intermediária da squadra de Turim.

Com Giovinco e Vucinic, a Juve perdeu em presença ofensiva, também pela postura mais defensiva nos minutos finais. O camisa 12 exigiu defesa de Rafael, que também defendeu chutes de Marchisio e Pogba para finalizar sua boa atuação, apesar de não conseguir evitar a derrota do seu Hellas Verona para a Juventus no Juventus Stadium, final. 2 a 1 para os atuais campeões italianos.