terça-feira, 19 de março de 2013

A forma recria a técnica defensiva italiana - Alberto Masi



Desde a criação do futebol, talvez nenhum país no planeta tenha tido tantos defensores talentosos em sua formação como a Itália, terra de mitos e lendas defensivas como Scirea, Baresi, Maldini, Cannavaro e outros inúmeros nomes. Está chegando o momento de mais zagueiros buscarem um lugar neste templo pintado em verde, branco e vermelho e quem sonha em alcançar esta posição destacada é o zagueiro Alberto Masi.


Nascido em Genova, na Ligúria, o zagueiro de 20 anos é, sem sombra de dúvida um exemplo da tradição defensiva criada pelo futebol italiano. De talento promissor, Alberto Masi foi um dos jovens mais falados na Itália durante a última janela de mercado, antes do início da temporada atual.

Masi é comparado a Nesta, suas características e altura servem também para analisar a "forma produtora" de jogadores defensivos na Bota. Zagueiros sempre de muita técnica, nem sempre velozes, todavia,  sempre com grande senso de colocação e antecipação, o jogador pertencente a Juventus é mais um destes.

Nascido e criado na Sampdoria, seu clube de coração, Alberto foi chamando atenção dos técnicos desde que chegou, em 2000, no infantil (também pela altura) e ao longo das categorias em que foi passando suas qualidades foram se tornando mais visíveis e os defeitos foram solucionados na medida do possível.
Aos 17 anos, ele foi emprestado pela Samp para o Lavagnese, onde atuou na temporada 2010-2011, e a chamada para o retorno aos blucherchiati aconteceu e na temporada seguinte quando o diretor Giuseppe Marotta (hoje na Juventus) o convocou para voltar ao clube que detinha o seu passe.
Após mais uma temporada de destaque na Primavera, a Pro Vercelli o contratou em co-propriedade para ser profissional da tradicionalíssima equipe do Piemonte para a Serie C1 e Masi fez a sua estréia atuando bem, foi ganhando confiança e se tornando titular, ganhando um posto até na seleção italiana sub-21, nos dias atuais. Com o fim da temporada, os clubes não chegaram a um acordo para resolver a questão dos 50% de cada no passe, com isso, ele foi para o conhecido “leilão” e a Pro levou o atleta e Masi conseguiu mostrar sua qualidade também no alvinegro de Vercelli.

Este súbito destaque chamou a atenção dos grandes clubes mas foi a Juventus que o contratou em co-propriedade no dia 6 de julho de 2012 ganhando subitamente elogios de todos e o carinho e atenção da comissão técnica pela humildade e timidez (este adjetivo é considerado seu defeito capital. Dizem que deveria ter mais voz de comando pela sua qualidade e estatura). Masi atuou em jogos-treino e no Troféu Luigi Berlusconi com a Juve, onde os bianconeri faturaram a taça apesar de um pênalti cometido justamente por Alberto (até hoje discutível). A comissão técnica e a direção juventina decidiram então comprar subitamente a outra metade do seu passe junto a Pro Vercelli, garantindo e confiando no seu talento nato. Em seguida, ele volta a Pro para atuar o máximo possível e o faz bem, até que uma lesão muscular em dezembro o tira dos campos por um mês e sua briga por espaço se perde e em acordo com a Juve, ele acaba indo para a Ternana no dia 28 de janeiro de 2013 para se recuperar e conseguir volta a Juve ou quem sabe ser emprestado para outro clube da Serie A, onde consiga jogar e mostrar os seus dotes, como já o faz na Itália sub-21.

Nome: Alberto Masi
Data de Nascimento: 20/09/1992
Local de Nascimento: Genova na Ligúria, Itália.
Posição: Zagueiro
Altura: 188 cm
Clubes que defendeu: Sampdoria (2000-2009 e 2010-2011), Lavagnese (2009-2010), Pro Vercelli (2011-2012), Juventus (2012) e Ternana (2013).