terça-feira, 11 de março de 2014

A Juve que virá. O que muda? Quem vem?

(foto: agência Ansa)
Ah, o mercado. Você é daqueles que quando vê uma notícia de mercado da bola sente como quem abre um livro novo e cheira as páginas? O Giornale não pensa em deixá-los sem falar e ler de mercado até Maio, quando acaba a temporada.
Pensamos e consultamos fontes relevantes em busca de informações sobre a Juventus já pra próxima temporada em alguns aspectos. Elenco, esquema tático, diretoria, comissão técnica, pré-temporada, categoria Primavera? È tutto nostro!
Antonio Conte surpreendeu após a vitória sobre a Fiorentina dizendo que 50% do título já é da Juventus e nós do Giornale temos o porque de acreditar que tal declaração é meramente midiática, para tirar o foco do elenco e algum eventual problema de cansaço dos jogadores, o que tem sido evidente no final dos jogos recentes. O time tem sofrido com desgaste físico e por um motivo simples que não acontecia nas outras temporadas: Nas duas passadas, a Juve fazia o resultado no início dos jogos, deixando que o time desfrutasse de uma marcha lenta na segunda etapa da maioria dos jogos, já o oposto acontece nesta temporada apesar do mesmo impacto no início dos confrontos na campanha atual. O motivo? Os adversários são espertos e fecham-se subitamente para evitar o ímpeto bianconero principalmente no Juventus Stadium. Isso fará diferença no restante da temporada, principalmente na Europa League? Veremos.

A comissão técnica em nada mudará para 2014/2015, diferente da categoria Primavera. O técnico Andrea Zanchetta foi removido do cargo após resultados insatisfatórios e Fabio Grosso, eterno lateral de 2006, assumiu a função temporariamente e pode ser que fique para a próxima temporada.

A diretoria segue firme e intacta no comando de futebol: Andrea Agnelli presidente, Giuseppe Marotta diretor esportivo junto de Fabio Paratici com Pavel Nedved fechando a tríade de mercado sendo o conselheiro técnico.

A pré-temporada, como se esperava, visa os torcedores asiáticos após a notícia de uma gigantesca Juve Lounge no Japão; com possível passagem nos Estados Unidos mas que ainda deve ser confirmada, além de amistoso contra o All-Stars da Australian League que é certo e um possível reencontro com Alessandro Del Piero como adversário em um confronto de emoções fortes.

Agora, vamos ao ponto a que todos vieram ver, sejamos francos, o mercado.
O esquema tático para a próxima temporada, claro que depende do que acontecerá na próxima janela. O técnico Conte sempre gostou de ter homens abertos nos flancos mas o esquema dificilmente mudará do 3-5-2 como opção primordial. Os esquemas 4-3-3 e 4-2-3-1 são falados por alguns jornalistas e torcedores mas sem absoluto fundamento a não ser como opção de "desespero" em um momento de dificuldade durante a partida.

Quanto ao elenco atual, falaremos agora individualmente das peças e suas possíveis substituições por setor:

Na pequena área é Buffon, sem dúvidas. O camisa 1 seguirá na Juve e deve permanecer até 2016. Storari é sempre cotado para sair e ser titular em outro lugar mas já conversa para renovar e deve ser o goleiro suplente. Rubinho tem sondagens mas também pode renovar.

Na defesa, Barzagli seguirá firme no time. Bonucci é pouco cogitado em boatos mas nunca se sabe se algum tem qualquer fundamento e deve seguir em bianconero, assim como Chiellini, que não tem tido a melhor das temporadas, todavia, é pilar e não sairá. Já nos suplentes, Cáceres tem seu nome ligado a outros clubes mas é considerado fundamental opção tanto para ser titular quanto reserva conforme as necessidades, assim como Ogbonna, que tem subido cada vez mais e deve superar Bonucci na hierarquia defensiva por um espaço na linha a 3 para a temporada que vem.

No meio, Pirlo renovará o contrato e seguirá no time. Vidal e Pogba tem os seus nomes ligados a muitas especulações mas a Juve não tem qualquer intenção de vendê-los, entretanto, por quanto dinheiro isso mudará? Marchisio fica no time talvez com mais certeza do que os demais. É adorado pela torcida, torcedor e símbolo da Juve. Tem ido bem em todas as funções e nada mais justo do que permanecer. Padoin é um polivalente com muitas críticas nas costas mas que tem atuado de maneira correta e sem comprometer (o que é visto como pouco pelos torcedores, mas ótimo pelos técnicos para ser opção no banco). Pode ser envolvido em negociações e trocas.

As alas são o setor em dúvida Lichtsteiner e Asamoah são certezas inamovíveis enquanto Isla (que tem evoluído) e Peluso (eternamente criticado) tentam ser úteis quando necessário. O chileno deve seguir, já o ex-Atalanta pode ser que deixe o time se um valor justo for oferecido ou em alguma troca. Pepe é uma incógnita... Voltará em condições de ajudar? É o que queremos mas nem todos acreditam na viabilidade para tal.

No ataque tem duas certezas: Tévez e Llorente. Quagliarella é o grande cotado para sair, Vucinic sairá se tiver proposta interessante, assim como Giovinco, porém o montenegrino se recusa a sair da Itália por motivos familiares. Osvaldo ficará se o preço de compra for  reduzido em comum acordo com o Southampton mas outros clubes como a Inter já estão de olho no ítalo-argentino.

E quanto a reforços? 
Para a posição de goleiro, pouco deve ser alterado e isso se um dos reservas sair.

Na defesa, um jovem para ser opção no banco e alguns nomes são cogitados mas pouco provável que o talento Daniele Rugani, que saiu da Primavera e está no Empoli, volte ao invés de ser titular em um time menor.

No meio, um reserva que faça o que Giaccherini fazia será difícil. Que tal o próprio Giak? Difícil mas não impossível. Os brasileiros Roberto Firmino e Alex Teixeira são muito envolvidos em falatórios de jornalistas e o argentino Roberto Pereyra é dito como um candidato muito válido e mais barato, além de outros.

Do lado do campo, Candreva é o mais recente dentre os citados e é adorado por Conte e uma troca envolvendo jogadores da Juve agradaria a Lazio mas é mero boato até o momento. Cuadrado é o mais desejado mas inviável já que a Fiorentina está comprando a metade da Udinese e não venderá pra Juventus (vide caso Jovetic). Outros nomes são cogitados, dentre eles, a volta de Berardi para ser ponta, no entanto, pode acontecer mas ainda não é algo absolutamente definido. Menez não renovou com o PSG e sairá da França. Já cogitado e de graça, como agrada Marotta. Além dele, Lamela seria alvo mas depende do preço. Nani não é mais desejado como quando poderia sair de graça.

O ataque terá certamente novidades. Cerci é nome mais do que cogitado em troca com o Torino por Giovinco + 50% de Immobile. A volta do camisa 9 do "co-irmão" não é impossível, mas improvável. Gabbiadini é um dos com mais chances de chegar já que Conte o quis em outros tempos mas não foi possível, diferente de como será em Junho. Outros nomes são apenas boatos até o momento e não podem ser considerados com tanto entusiasmo mas fala-se em outro grande nome para Junho, como toda janela de mercado acontece e é estampado nos jornais. Será desta vez?

E você? Como acha que será? Como prefere que seja a SUA Juventus na próxima temporada? Comente com a gente!