domingo, 1 de dezembro de 2013

Llorente volta a marcar e Juve vence Udinese em casa

http://cdn.corrieredellosport.it/images/2013/12/01/2013_12_01t181425z_1633333696_gm1e9c2063p01_rtrmadp_3_soccer_italy_22726_immagine_obig.jpg
(foto: Corrieredellosport.it)


Diante de 12000 crianças com até treze anos nas curvas norte e sul, a Juventus recebeu a Udinese para um dos jogos sob punição sem torcedores nos setores após discriminações territoriais em jogo contra o Napoli. Sob frio, a Velha Senhora sofreu até o último ataque do jogo para fazer o dever de casa e vencer a equipe de Udine por 1 a 0 graças ao match winner goal de Fernando Llorente nos acréscimos da etapa final.


Os times alvinegros começaram dando um sinal do que seria o jogo, veloz em busca do encontro com as defesas abertas com a Udinese esperando um contra ataque justo e com Allan e Tévez, os times buscaram seus primeiros arremates. Brkic evitou subitamente o gol dos mandantes. Após trombada com Lazzarri no joelho, Pirlo sentiu dores e Conte preferiu não arriscar depois de alguns minutos tirando o veterano jogador pelo jovem Pogba que estava no banco como opção apenas por precaução do treinador da Juventus com o camisa 21.

A Juve não diminuiu o ritmo mas esbarrava na defesa da Udinese que atacava em bloco e gerava grandíssimo perigo para a defesa sempre com muitos jogadores e até Di Natale teve grande chance mas Buffon salvou com um pulo, evitando o gol por cobertura.
A Udinese se manteve firme por toda a primeira etapa depois de vinte minutos com a Juve dominante e dez minutos de equilíbrio e depois dos trinta os visitantes se tornaram cada vez mais perigosos e tranquilos nos seu campo defensivo, segurando a Velha Senhora pelos primeiros quarenta e cinco minutos.

A etapa final começou do mesmo modo, com muita intensidade dos jogadores tanto para atacar como para defender e a primeira grande chance foi da Udinese quando Bruno Fernandes cruzou forte, Buffon espalmou e Di Natale provou a finalização com o goleiro caído que se levantou para fazer defesa estrepitosa. Buffon foi exigido mais uma vez em chute de Lazzarri onde a defesa de mão trocada para tocar para escanteio evitando o gol que abriria o marcador.

Sentindo o duro momento, a Juve buscava o ataque mas ou a defesa ou Brkic seguiam tendo grande atuação técnico-tática para a Udinese manter o 0 a 0.

Com mudança tática, Conte empurrou a Juve pra frente com Quagliarella, que exigiu do goleiro de ex-Siena a fazer bela defesa a minutos do fim do jogo. A um minuto do fim, Llorente aproveitou escanteio cobrado por Vidal para quase marcar mas a defesa tirou sobre a linha, arrancando caras e bocas dos torcedores e do atacante de Pamplona que não cedia e conseguiu o objetivo: Aos 46 da etapa final, após bate rebate, bola centrada por Lichtsteiner e toque de cabeça do gigante camisa 14 da Juventus para fazer o gol importantíssimo, que deu os três pontos a equipe bicampeã italiana.