sexta-feira, 16 de março de 2012

Direto de Vinovo: Conte fala e não alivia.


A boca de Conte voltou a se abrir para os jornalistas nesta sexta-feira.
O técnico bianconero deu hoje a entrevista coletiva de véspera de partida da Serie A, desta vez para o confronto de amanhã contra a Fiorentina, às 16:45.



 A primeira pergunta foi feita sobre a decisão da comissão de arbitragem em escalar o árbitro Nicola Bergonzi para o jogo.
Conte disse que é um árbitro muito sério e singular, disse que não sabe de quem foi a decisão, se foi sábia, saberá depois do jogo mas que não comentará mais decisões sobre os árbitros.

Questionado sobre palavras de Allegri ao longo da semana, o bianconero foi categórico e disse que leu uma entrevista do treinador rossonero dizendo que todos deveriam ficar calados e jogarem. Conte disse que a Juve seguiu a risca e que só o lado do Milan segue tagarelando.

Se convocaria Bonucci e Vidal, apesar da polêmica da semana, Conte disse que deveria estar lá com a mulher e foi embora porque ela não estava boa. O dia era de folga e eles podiam fazer o que quisessem no dia livre. Já quanto a Chiellini a resposta não definiu nada, disse que analisaria no treino final mas que não forçaria por não ser a última partida do campeonato. Só se estiver 100%.

Perguntado sobrea atuação de Elia contra o Genoa, Conte disse que é difícil dizer assim... Tanto falamos e falaram sobre espaço pra ele mas taticamente segue crescendo.

Sobre o ataque, Conte disse que tem muitos centro avantes e isso torna difícil decidir, que depende dos treinamentos. Questionado sobre Amauri, o treinador disse que falou algumas vezes com o jogador, explicando seus pontos e disse, acima de tudo que o jogador sabe o que disse nestes encontros.

O repórter não se conteve e perguntou o que condiciona a decisão sobre o centro avante que joga. O que gerava tanta mudança, o descontentamento?
Conte foi duro e disse que essa pergunta se faz a um time pequeno, não a um time grande com tantas possibilidades qualificadas.

Uma explicação técnica foi pedida sobre o problema de gols.
A resposta foi um lamento pelos gols perdidos e gols regulares mal anulados.

Perguntado sobre a Juve jogar quase sempre depois do Milan daqui pra frente, o treinador disse não se importar.
_

Mais tarde os convocados.