quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Marotta explica caso Vucinic-Guarín em entrevista coletiva e faz duras críticas a Inter

(foto: Juventus.com)

Quarta-feira polêmica no futebol italiano no aspecto extra campo. O diretor esportivo da Juventus - Giuseppe Marotta - veio a público hoje, em entrevista coletiva, para dar o parecer do clube quando a um comunicado da Internazionale ontem sobre o caso da possível, digo concretizada troca (ao menos verbalmente) de Vucinic por Guarín. Confira palavras do nosso diretor em algumas aspas.
"O comunicado oficial da Inter foi estranho e nos irritou pois continha falsidade pois o acordo estava selado entre todas as partes e até o momento não se sabe realmente o porque que foi cancelado pois até mesmo Thohir (proprietário da Inter) havia dado o OK via mensagem SMS ao nosso presidente Andrea Agnelli e por acordo verbal com os outros dirigentes".

"Os jogadores Vucinic e Guarín foram tratados como atores nesta questão, tratados de maneira incorreta e desrespeitados pelos dirigentes da Inter já que eles que nos procuraram em meados de dezembro para iniciar as negociações e sondar pelo jogador da Juventus".

"O acordo com a Inter era tal que Vucinic tinha sim pegado suas coisas no vestiário do CT do clube, dando sinal da operação. A Inter tinha dado total liberdade para a Juventus acertar com o seu jogador (Guarín) e assim o fizemos em rápido encontro".

"A Inter procurou-nos mas não tinha como pagar por Vucinic, por isso oferecemos a troca por um jogador que nos agradaria ter no time, que é Guarín".

"Vucinic hoje é um jogador da Juventus. Avaliaremos as situações de mercado dia após dia e veremos o que acontece. Claro que a moral vai abaixo pois o jogador estava negociado, feito exames médicos e de repente acontece o que aconteceu..."

"Se Thohir explicar bem a Agnelli o aconteceu, pudemos nos sentar novamente para negociar. Do contrário, não".

O futuro de Vucinic está cada vez mais indefinido.